Início » Quais as causas de nódulo na tireoide? Entenda!

Foto do Dr. Arthur Vicentini.Dr. Arthur Vicentini
Cv Lattes
GoogleMyCitations
CRM: 15.4086

Quais as causas de nódulo na tireoide? Entenda!

Os nódulos na tireoide são muito frequentes tanto em homens quanto em mulheres e sua origem pode ser benigna ou maligna. Os nódulos benignos podem estar relacionados com a idade, as formas da própria glândula e o modo como estoca os hormônios produzidos.

A imagem mostra uma mulher segurando o seu pescoço.

A formação de nódulos na tireoide não é um problema incomum. Estudos mostram que até 50% da população pode apresentar nódulos tireoideanos, sendo que cerca de 4 a 7% da população adulta pode apresentar nódulos palpáveis, sendo mais de 90% dos casos de nódulos benignos. No entanto, os fatores que levam a sua formação ainda não estão muito bem estabelecidos.

A maioria dos tumores costuma ser benigna, porém, existem casos em que o nódulo é diagnosticado como maligno, ou seja, um câncer de tireoide. O tratamento costuma ser feito através da ressecção cirúrgica (tireoidectomia total / parcial), mas a indicação deve ser feita após avaliação de cada caso, individualmente.

Preparamos este artigo para que você saiba mais sobre essa condição e entenda quando é necessário procurar um Cirurgião de Cabeça e Pescoço. Continue lendo e veja:

1 – O que causa nódulos na tireoide?
2 – Quais são as causas dos nódulos malignos na tireoide?
3 – Quando é preciso se preocupar com o nódulo na tireoide?

O que causa nódulos na tireoide?

Os nódulos tireoideanos são formados por componente sólido (conjunto de células originadas do próprio parênquima da glândula) e / ou colóide (contendo os hormônios produzidos pela tireoide).

Embora este seja um problema muito comum, as causas exatas que levam à formação de nódulos tireoidianos ainda não estão bem estabelecidas. Entretanto, existe a possibilidade de estar relacionado com o processo natural de envelhecimento.

Quais são as causas dos nódulos malignos na tireoide?

Os fatores que citamos no tópico anterior costumam levar à formação de nódulos benignos da tireoide. No entanto, uma pequena parcela dessas neoplasias é diagnosticada como maligna, caracterizando o câncer de tireoide.

Os nódulos benignos podem se transformar em malignos, mas esta é uma condição muito rara. Sendo assim, as causas dessa doença são diferentes. O principal fator de risco de surgimento de neoplasias malignas da tireoide é a exposição a radiação ionizante, que acontece em fases precoces da vida do indivíduo.

Além disso, pessoas expostas à radiação do ambiente também apresentam uma maior suscetibilidade para o desenvolvimento desse tipo de câncer. Nas cidades de Hiroshima, Nagasaki e em Chernobyl, por exemplo, foi percebida uma maior incidência de câncer tireoidiano em toda a população.

Existem, ainda, doenças genéticas familiares que podem cursar com o surgimento de tumores malignos da glândula tireoide, mas esta é, também, uma condição rara, não havendo relação familiar na maioria dos casos de tumores tireoideanos.

Quando é preciso se preocupar com o nódulo na tireoide?

Nos últimos anos, o diagnóstico de nódulos de tireoide aumentou bastante. Isso tem acontecido em função da maior quantidade de exames realizados e da qualidade dos mesmos, levando a descobertas ocasionais dessas neoplasias. Mesmo assim, a descoberta destas lesões gera preocupação em quem obtém o diagnóstico.

Mesmo os nódulos benignos devem ser acompanhados de perto por um Cirurgião de Cabeça e Pescoço, tendo em vista a possibilidade de crescimento dos mesmos, originando sintomas compressivos das vias aéreas e digestivas, bem como surgimento de componentes mergulhantes (quando a tireoide cresce em direção ao tórax).

O nódulo requer uma atenção maior quando existe suspeita de malignidade, como no caso de apresentar um crescimento muito rápido, sinais de invasão de estruturas próximas e surgimento de metástases aos linfonodos da região.

Mesmo que a maioria dos casos aponte para uma condição benigna, é muito importante consultar o Cirurgião de Cabeça e Pescoço ao perceber a presença de um nódulo na tireoide. Assim, será feita uma investigação completa para obter o diagnóstico preciso e definir as melhores medidas, garantindo sempre o cuidado com a saúde.

dr arthur vicentini assinatura

Por Dr. Arthur Vicentini
da Costa Luiz.

CRM-SP 154086

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Atua como membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e médico colaborador da da Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da FMUSP e do Instituto do Câncer do estado de São Paulo (ICESP).

faixa-dr-arthur-300x2-300x2

Por Dr. Arthur Vicentini
da Costa Luiz.

CRM-SP 154086

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Atua como membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e médico colaborador da da Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da FMUSP e do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP).

faixa-dr-arthur-300x2-300x2

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =

POSTS RELACIONADOS

× Agende sua Consulta