Dr. Arthur Vicentini

Preparo para o exame de laringoscopia

Atualizado em 08/10/2021
Tempo de leitura: 2 min.

Uma das áreas da Cirurgia de Cabeça e Pescoço é o estudo das vias aéreas (vias respiratórias).

Na parte alta do pescoço, onde fica a boca e a faringe, mais conhecida como garganta, tem uma concomitância do trato aéreo com o trato digestivo, portanto, passa tanto comida quanto ar.

A partir de determinado ponto, temos a separação dessas estruturas. A comida desloca-se para a parte posterior (esôfago) e o ar, que auxilia na respiração e na fala, encaminha-se para a parte anterior, ou seja, passa pela laringe e traqueia, e para nos pulmões.

O estudo anatômico de toda essa região, ou seja, da faringe, laringe, região posterior e cavidade oral, muitas vezes consiste em exames complementares. Isso porque a visão direta abrindo a boca do paciente não é suficiente para compreender toda anatomia da região.

Para que serve o exame de laringoscopia?

Um desses exames complementares é a laringoscopia, que se baseia em dispositivos rígidos ou flexíveis, com uma câmera na ponta e uma luz de led, colocados através da cavidade oral ou nasal (boca ou nariz).

Com esse exame conseguimos alcançar a garganta do paciente e enxergar a base da língua, a rinofaringe (fundo da cavidade nasal), a hipofaringe (parte baixa da faringe), e às vezes, a faringe e a traqueia, para avaliar se tem alguma alteração.

Quando ele é indicado?

Existem várias indicações, algumas delas relacionadas com alterações na voz, no ato de engolir (deglutição) e na respiração. Portanto, caso a pessoa tenha rouquidão, falha na voz ou voz soprosa, dor para engolir ou engasgo, o exame pode ser indicado.

Preparo para o exame de laringoscopia

O exame costuma ser feito sem anestesia e sem sedação para que a pessoa possa movimentar a língua, falar e respirar durante o exame, e possamos avaliar toda a movimentação das estruturas na região da faringe e laringe.

Em geral, pedimos para o paciente ficar em jejum durante um período antes do procedimento. Isso porque quando vamos introduzir algum aparelho através da boca ou do nariz, algumas pessoas podem sentir algum desconforto e reflexo de náuseas.

Se o paciente tem uma condição melhor de colaboração, entende o que está acontecendo e faz as manobras que o médico pede, o exame costuma ser em poucos minutos.

Normalmente é registrado em imagens, fotos ou vídeos, e o médico emite um laudo para ser avaliado pelo outro médico que fez a solicitação do exame e está fazendo a investigação complementar.

Dr Arthur Vicentini | Dr. Arthur Vicentini CRM 154.086
Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz
CRM-SP 15.4086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.
+ Saiba mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − treze =

 | 03 / 06 / 21
Através do exame de laringoscopia é possível avaliar a cavidade nasal como um todo. Saiba quem pode realizar esse exame e os cuidados.
Ler Mais
 | 09 / 03 / 21
O câncer de laringe pode ser tratado e tem cura em muitos casos. Saiba como é feito o tratamento e o que influencia a decisão do melhor tipo de terapia.
Ler Mais
1 2 3 6
hello world!
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.
Direitos Reservados 2021 Dr. Arthur Vicentini – CRM 154086 | Desenvolvido por Surya MKT
magnifiercross