Dr. Arthur Vicentini

Os principais fatores de risco do câncer de boca

Atualizado em 16/11/2021
Tempo de leitura: 3 min.
A Imagem Está Focada Em Duas Bocas Uma Do Lado Da Outra.
Os Principais Fatores De Risco Do Câncer De Boca 2

Até o momento nenhum especialista pode dizer com certeza qual pessoa vai ou não desenvolver qualquer tipo de câncer. Isso porque essa doença costuma ser multifatorial, ou seja, fatores genéticos e comportamentais interferem de maneira cumulativa para o surgimento de tumores.

Entretanto, é fato que existem alguns fatores que estão relacionados com maior incidência de câncer, ou seja, eles favorecem o desenvolvimento de tumores malignos. Isso não é diferente com o câncer de boca, que também apresenta alguns facilitadores bem conhecidos.

Os fatores de risco não dizem que uma pessoa com certeza vai desenvolver a doença, afinal, alguns indivíduos estão em grupos de risco e em exposição maior, mas mesmo assim podem não ter câncer, enquanto outros, aparentemente saudáveis e fora de perigo, têm a doença.

O importante é que você entenda que os fatores de risco aumentam as chances de uma pessoa ter um tumor maligno. Por isso, o ideal é evitar esses fatores , e eliminar todos aqueles que estão sob nosso controle. Especificamente em se tratando do câncer de boca, podemos falar, por exemplo, sobre o tabagismo, o etilismo, a higiene oral e uso de próteses dentárias.

Como você pode ver, existem algumas condições ou hábitos que favorecem o desenvolvimento de câncer bucal, sendo muito importante que você conheça para se prevenir. Então, veja a seguir quais são eles a fim de adotar um estilo de vida mais saudável.

Tabagismo

O hábito de fumar está muito relacionado com a incidência de câncer de boca, e quanto mais ativo é o fumante, maiores são os riscos de desenvolver essa doença. Quem fuma pode ter de 6 a 16 vezes mais chances de ter o câncer de boca do que aqueles que não fumam.

Isso é válido não apenas para o cigarro, como também para cachimbos, narguilés, charutos e similares. Quem masca o tabaco e consome outros produtos orais também pode desenvolver o câncer na cavidade oral, porque a doença está relacionada com as toxinas presentes no tabaco.

Consumo de bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas são um risco importante para o desenvolvimento de câncer de boca, em especial para aqueles que abusam da quantidade de doses por semana. É válido ressaltar que quando esse hábito é associado ao consumo de tabaco os riscos são ainda maiores, em função das agressões constantes à mucosa bucal.

Uso inadequado de próteses

A mucosa bucal é bastante sensível, por isso, ela pode sofrer irritações ou agressões.

Próteses dentárias mal adaptadas, antigas e sem manutenção adequada podem levar a lesões crônicas na língua, bochechas, gengiva e outras partes da boca, causando inflamações prolongadas, o que pode desencadear mutações nas células, originando um câncer na boca.

Má-higiene oral e alimentação inadequada

O descuido com a higiene da boca e dos dentes leva a acúmulo de substâncias que podem irritar a mucosa e favorecer a proliferação de bactérias, facilitando o desenvolvimento do câncer de boca.

Exposição ao sol

Alguns estudiosos do assunto consideram os lábios como parte da boca, apesar de outros discordarem e considerarem os lábios mais propensos a fatores de risco como o restante da pele.

No entanto, não custa dizer que os lábios, bem como o couro cabeludo e o restante da pele, devem ser protegidos do sol para evitar que os raios ultravioleta gerem lesões que irão culminar em desenvolvimento de câncer desta região.

Há outros fatores de risco associados ao câncer de boca, mas que não podem ser eliminados, como a idade avançada, o uso de imunossupressores e síndromes genéticas. Nesses casos é preciso um acompanhamento mais próximo com especialistas, a fim de adotar todas as medidas preventivas possíveis para evitar a doença.

Entretanto, perceba que muitos dos fatores de risco para o câncer de boca podem ser evitados pelo próprio indivíduo, então, procure adotar hábitos e comportamentos mais saudáveis para preservar a sua saúde.

Confira também, nosso vídeo sobre o tema:

Em caso de dúvidas ou se houver sintomas como dor, sangramento, placas esbranquiçadas/avermelhadas, feridas que não cicatrizam, dentes amolecidos e outras, procure o Cirurgião de Cabeça e Pescoço para uma avaliação completa!

Dr Arthur Vicentini | Dr. Arthur Vicentini CRM 154.086
Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz
CRM-SP 15.4086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.
+ Saiba mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 + três =

 | 28 / 06 / 22
Saiba mais a respeito da leucoplasia e eritroplasia orais, lesões silenciosas que se formam na mucosa da boca e que requerem tratamento por causa do seu risco de malignidade. 
Ler Mais
 | 02 / 06 / 22
O câncer de língua é um de tumor de cabeça e pescoço e que pode atingir a parte superior e a inferior da língua. Neste post, iremos falar sobre os cuidados a serem tomados em seu pós-operatório. Confira!
Ler Mais
1 2 3 8
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.

Direitos Reservados 2022 | Dr. Arthur Vicentini – CRM 154086 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Site atualizado às 09:32 | 16/11/2021
magnifiercross