Dr. Arthur Vicentini

Tumor de Couro Cabeludo: Diagnóstico e Tratamento

Atualizado em 08/10/2021
Tempo de leitura: 2 min.

Apesar de estarmos no inverno, um pouco mais protegidos com agasalhos, não podemos esquecer de manter a proteção contra raios solares, contra tumores de pele que podem aparecer.

Moramos em um país tropical onde tem grandes extensões de praia e muito ambiente para se expor, e é importante que no inverno tenhamos o mesmo cuidado com a proteção da pele que no verão para que não exista nenhum tipo de alteração ao longo da vida.

Como se proteger?

As doenças como tumores malignos e cânceres de pele estão muito relacionados com a exposição ultravioleta. Tratando desse assunto, essa exposição seria uma exposição prolongada, ao longo de muitos anos durante a vida e não uma coisa pontual.

Por conta disso, é necessário investir em bons protetores solares, aqueles com mais qualidade e mais confiáveis, que possamos passar tanto na região exposta quanto nas áreas que não parecem estar tão expostas assim.

Inclusive, pessoas que tem uma quantidade maior de cabelo, que não são calvas, também precisam proteger o couro cabeludo.

Hoje já existem alguns dispositivos específicos e roupas, principalmente para a prática de esportes, com proteção solar.

Sendo assim, lembre-se sempre de proteger o couro cabeludo, região das orelhas, rosto, colo e também outras partes do nosso organismo.

Diagnóstico

Quando temos o surgimento de alguma lesão ou alguma alteração da pele que começa a chamar atenção de um especialista, seja ele um dermatologista, clínico geral, cirurgião plástico ou até mesmo um Cirurgião de Cabeça e Pescoço, é preciso ficar ainda mais atento pois o tratamento pode ser necessário e muitas vezes um tratamento do ponto de vista cirúrgico.

Dentre os tumores de pele, temos três mais comuns, são eles:

  • carcinomas basocelulares;
  • carcinomas espinocelulares;
  • melanomas malignos.

Quando identificamos características específicas de cada um desses nódulos, como o crescimento rápido, alteração de padrão de cor, sangramento, feridas que não cicatrizam, etc, vale pedir a avaliação de um especialista, alguém que possa analisar melhor essa lesão e pensar no melhor tratamento.

Tratamento

Normalmente o tratamento vem acompanhado de uma pequena cirurgia, a retirada de um pequeno nódulo para que seja enviado para o laboratório, feito a análise e depois o acompanhamento adequado.

Então, lembre-se sempre de proteger as partes do corpo para que a gente não tenha exposição solar inadequada e no caso de surgimento de alguma lesão, procurem ajuda médica para que possam ser avaliadas.

Se você gostou do nosso conteúdo, curta, compartilhe e inscrevam-se aqui no nosso canal para que a gente possa aprender cada vez mais sobre o mundo da Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Dr Arthur Vicentini | Dr. Arthur Vicentini CRM 154.086
Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz
CRM-SP 15.4086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.
+ Saiba mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =

 | 17 / 11 / 20
A radiação solar também provoca agressões no couro cabeludo, já que ele tem uma pele sensível e a exposição é grande. Por isso, proteja-se da radiação solar direta e previna este tipo de doença!
Ler Mais
 | 31 / 03 / 20
Sabia que o câncer de pele pode ser identificado pelo próprio paciente? Confira quais são os sinais de alerta que precisam de atenção.
Ler Mais
hello world!
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.
Direitos Reservados 2021 Dr. Arthur Vicentini – CRM 154086 | Desenvolvido por Surya MKT
magnifiercross