Início » Tumores das Glândulas Salivares

Foto do Dr. Arthur Vicentini.Dr. Arthur Vicentini
Cv Lattes
GoogleMyCitations
CRM: 15.4086

Tumores das Glândulas Salivares

O que são as glândulas salivares?

As glândulas salivares fazem parte do nosso sistema digestivo, sendo responsáveis pela produção da saliva, que atua na higienização da cavidade oral e lubrifica o alimento, auxiliando na digestão. 

 

Tipos de glândulas salivares

Temos as glândulas salivares maiores, sendo em 3 pares (Parótidas, Submandibulares e Sublinguais) e as glândulas salivares menores, em número estimado de 600 a 1000, que se apresentam em quase toda a cavidade oral, desde as bochechas até o palato (céu da boca), passando pelas gengivas, parte da língua e o soalho da boca.

As glândulas salivares podem ser acometidas por doenças funcionais, como cálculos, inflamações, doenças reumatológicas, entre outros, além das doenças tumorais.

A presença de tumores nas glândulas salivares costuma ter implicações para a vida do paciente, tendo em vista a presença de grande quantidade de estruturas nobres e delicadas que encontramos ao redor das mesmas.

 

Diagnóstico de glândulas salivares

O diagnóstico destas patologias não é fácil, sendo necessárias as combinações de técnicas e ferramentas para sua definição. Por vezes, o médico precisa lançar mão de exames de imagem (tomografia computadorizada, ultrassonografia e ressonância magnética) bem como biópsias com avaliações de marcadores tumorais.

Por conta do grande número de diferentes tumores que podem ser encontrados, muitas vezes a confirmação só acontece após o procedimento cirúrgico para a retirada da lesão.

 

Tratamento

Mesmo com o surgimento de tumores benignos, o tratamento da maioria destas lesões passa por remoção cirúrgica da glândula, ou parte dela, podendo levar a paralisias devido ao contato próximo com nervos responsáveis pela movimentação da face e da língua, entre outros. 

Podem, também, ocorrer sangramentos, infecções, acúmulos ou vazamentos de saliva (sialocele e fístula salivar, respectivamente) nos pós-operatórios destas doenças.

É importante ficar atento aos sinais do seu corpo, tais como nódulos na topografia das glândulas, problemas de movimentação da face e da língua, dormência, fraqueza muscular na região da face, problemas para abrir e fechar a boca e dificuldade para engolir.

Procure sempre o especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço para uma avaliação completa e tirar suas dúvidas!

dr arthur vicentini assinatura

Por Dr. Arthur Vicentini
da Costa Luiz.

CRM-SP 154086

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Atua como membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e médico colaborador da da Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da FMUSP e do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP).

faixa-dr-arthur-300x2-300x2

Veja mais posts relacionados:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =

× Agende sua Consulta