Início » Traqueostomia definitiva e temporária

Foto do Dr. Arthur Vicentini.Dr. Arthur Vicentini
Cv Lattes
GoogleMyCitations
CRM: 15.4086

Traqueostomia definitiva e temporária

Traqueostomia temporária

A traqueostomia é feita quando precisamos de um caminho alternativo para o ar passar entre o ambiente e os pulmões por um período restrito.

Ela pode ser indicada quando as pessoas sofrem algum trauma, acidente, lesão na laringe ou um inchaço muito grande que acabam necessitando da traqueostomia por um curto período de tempo até que o problema inicial seja resolvido.

Portanto, pode acontecer de uma pessoa ter uma crise alérgica muito grave, recorrer ao pronto-socorro porque não consegue respirar, e mesmo com as medicações, precisar da traqueostomia.

Depois de alguns dias, quando o quadro já estiver revertido e a pessoa está clinicamente bem, a retirada da traqueostomia é feita e com o tempo a pessoa volta a ter uma vida normal.

Além disso, a traqueostomia também é indicada quando o paciente tem algum tumor maligno de boca, língua ou laringe, e precisa passar por um procedimento cirúrgico que envolve sangramento, inchaço ou edema, e que causará uma obstrução mecânica dessa região.

Nesse caso, a traqueostomia já é feita no procedimento cirúrgico para tratar o tumor e depois de dias ou semanas, ela é tirada.

Traqueostomia definitiva

A traqueostomia definitiva é indicada quando o paciente precisa tirar toda a caixa da voz, ou seja, toda a laringe.

A laringe, apesar de ser popularmente conhecida como caixa da voz, a sua principal função não é falar, a fala é uma função secundária. A sua principal função é proteger o pulmão da descida de líquidos, alimentos e salivas para essa região.

Portanto, tudo o que ingerimos e a própria saliva que é produzida deve sair da região da boca e ir para o estômago sem entrar em contato com a região respiratória, e a laringe faz isso.

Caso a laringe seja retirada, o mecanismo de proteção da via respiratória baixa é perdido e não podemos deixar o ar vindo direto da boca ou do nariz. Nessas situações, a via respiratória é desacoplada da via digestiva e o traqueostoma definitivo é feito.

dr arthur vicentini assinatura

Por Dr. Arthur Vicentini
da Costa Luiz.

CRM-SP 154086

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Atua como membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e médico colaborador da da Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da FMUSP e do Instituto do Câncer do estado de São Paulo (ICESP).

faixa-dr-arthur-300x2-300x2

Por Dr. Arthur Vicentini
da Costa Luiz.

CRM-SP 154086

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Atua como membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e médico colaborador da da Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da FMUSP e do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP).

faixa-dr-arthur-300x2-300x2

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =

POSTS RELACIONADOS

× Agende sua Consulta