Início » Linfonodo ou íngua no pescoço: quando procurar um médico?

Foto do Dr. Arthur Vicentini.Dr. Arthur Vicentini
Cv Lattes
GoogleMyCitations
CRM: 15.4086

Linfonodo ou íngua no pescoço: quando procurar um médico?

A maioria dos casos de aumento do tamanho dos linfonodos, principalmente na região do pescoço, é relacionada com alterações inflamatórias e infecciosas, as chamadas linfonodomegalias reacionais.

Sintomas de ínguas no pescoço

Nesses casos, o paciente tem um aumento dos linfonodos que pode gerar dor e vermelhidão, porém, depois desaparecem. Caso demorem mais de 10, 15 ou 20 dias para os sintomas desaparecerem, podemos entender que os linfonodos continuarão persistindo.

Depois desse tempo, se continuar havendo um aumento do tamanho dos linfonodos, se os linfonodos grudarem uns aos outros (coalescência), ou surgir febre, perda de peso e sudorese noturna, outras doenças relacionadas com os linfonodos podem estar acontecendo. Por exemplo, as doenças linfoproliferativas (linfomas) ou as próprias infecções bacterianas e fúngicas dos linfonodos.

Como diagnosticar ínguas no pescoço?

Esses casos devem ser investigados com ultrassom, biópsia ou punção para que possamos fazer o diagnóstico e o tratamento.

Se você tiver maiores dúvidas, procure um Cirurgião de Cabeça e Pescoço para fazer essa avaliação complementar.

dr arthur vicentini assinatura

Por Dr. Arthur Vicentini
da Costa Luiz.

CRM-SP 154086

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Atua como membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e médico colaborador da da Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da FMUSP e do Instituto do Câncer do estado de São Paulo (ICESP).

faixa-dr-arthur-300x2-300x2

Por Dr. Arthur Vicentini
da Costa Luiz.

CRM-SP 154086

Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Atua como membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e médico colaborador da da Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da FMUSP e do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP).

faixa-dr-arthur-300x2-300x2

2 Comentários

  1. Hannah Kiliana

    Ontem notei um caroço móvel em cima do osso da minha clavícula esquerda. Tomei vacina do COVID na sexta feira será que tem algo em comum

    Responder
    • adminarthur

      Olá, não existe nenhuma relação. As vacinas contra COVID 19 são super seguras.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 9 =

POSTS RELACIONADOS

× Agende sua Consulta