Dr. Arthur Vicentini

Quando é necessário realizar o Esvaziamento dos Linfonodos Cervicais?

Atualizado em: 21/03/2023
Tempo de leitura: 4 minutos
Sumário
Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

O esvaziamento cervical, procedimento em que retiram os linfonodos dessa região, é necessário nos quadros em que o câncer de cabeça e pescoço está (ou tem potencial de estar) em um estágio mais avançado, caracterizando um quadro de metástase. Os linfonodos e outras estruturas podem ser retiradas com o intuito de conter a progressão da doença.

Quando E Necessario Realizar O Esvaziamento Dos Linfonodos Cervicais Dr Arthur Vicentini Bg
Quando É Necessário Realizar O Esvaziamento Dos Linfonodos Cervicais?

Atualmente, os diferentes tipos de câncer contam com os mais variados tratamentos que podem, inclusive, ser combinados para alcançar melhores resultados. Tudo depende da necessidade de cada paciente e da biologia do tumor em si. No caso do câncer de cabeça e pescoço, uma das alternativas de tratamento é o esvaziamento dos linfonodos cervicais

Esse é um procedimento cirúrgico considerado invasivo, entretanto, que apresenta bons resultados e poucos riscos de sequelas quando realizado de forma adequada, com indicação precisa e por um Cirurgião de Cabeça e Pescoço bem preparado. Mas em quais situações é preciso fazer o esvaziamento cervical?

Preparamos este artigo para falar um pouco mais sobre o assunto, apresentar as indicações do esvaziamento dos linfonodos cervicais entre outras informações. Acompanhe!

  • O que é o esvaziamento dos linfonodos cervicais?
  • Quais são suas indicações?
  • Por que o esvaziamento não é realizado em todos os casos?

O que é o Esvaziamento dos Linfonodos Cervicais? 

Quando o assunto é o tratamento do câncer o tema é bastante delicado. Isso porque a equipe médica precisa, ao mesmo tempo, fazer aquilo que for preciso para evitar a progressão da doença e preservar ao máximo órgãos e tecidos para que o paciente tenha uma boa saúde e qualidade de vida. 

Sendo assim, precisamos adequar o tratamento a cada caso, sendo que a melhor estratégia é aquela que traz menores sequelas com maior controle oncológico ao caso, sendo o menos invasiva possível, mas primando por reduzir as chances de recidiva e progressão da doença , aumentando as chances efetivas de cura.

Em muitos casos, é preciso a realização de uma técnica mais extensa e invasiva para fazer o controle da doença. Esse é o caso da indicação do esvaziamento dos linfonodos cervicais, um tratamento destinado ao diagnóstico e controle e das metástases do câncer que alcançam os linfonodos que fazem a drenagem da região da cabeça e do pescoço. 

O intuito é evitar a progressão da doença, proporcionar a cura ou, pelo menos, mais qualidade de vida para o paciente.

Quais são as indicações do Esvaziamento Cervical? 

Como explicamos, o esvaziamento cervical é um procedimento cirúrgico invasivo, por isso, ele é considerado especialmente para os casos de câncer de cabeça e pescoço em estágio mais avançado ou em que possa ter havido disseminação da doença para os linfonodos.

Os linfonodos são retirados em bloco, juntamente com componente adiposo (gordura) e outros tecidos moles, tais como músculos, vasos sanguíneos, nervos, fáscias e etc., de acordo com a necessidade identificada pelo Cirurgião de Cabeça e Pescoço. Assim, ele faz a remoção de determinados grupos de linfonodos conforme a drenagem linfática ou por onde a doença já se espalhou. 

Também existem situações em que, além dos linfonodos, é preciso fazer a retirada de outras estruturas da região da cabeça e pescoço, como é o caso da veia jugular, do nervo acessório, da glândula submandibular, tecido muscular, e outros, como citado acima. 

A extensão da cirurgia vai depender daquilo que o Cirurgião de Cabeça e Pescoço julgar necessário. Muitas vezes, as decisões são tomadas durante a cirurgia conforme aquilo que for encontrado nas estruturas que estão sendo manipuladas.

Portanto, o esvaziamento cervical que inclui a remoção de outros tecidos do paciente é indicado para os quadros de neoplasias malignas com potencial de disseminação através de metástases, o que geralmente inclui os seguintes casos:

  • tumores de boca;
  • tumores de orofaringe, rinofaringe e hipofaringe;
  • tumores de laringe (a “caixa da voz”);
  • tumores de glândulas salivares maiores ou menores;
  • tumores de glândula tireoide;
  • tumores de pele.

Por que o Esvaziamento não é realizado em todos os casos? 

O principal motivo para não-realização do esvaziamento dos linfonodos cervicais em todos os casos de câncer de cabeça e pescoço é a possibilidade de controle oncológico sem que seja realizado este procedimento. Nos casos de tumores mais iniciais e/ou menos agressivos, ou quando o risco de realização do procedimento torna-se impeditivo por conta da presença de estruturas nobres, opta-se por não realizar a cirurgia e programa-se outras formas de tratamento, tais como radio, quimio e/ou imunoterapia.

Esse tratamento pode trazer sequelas significativas para aspectos funcionais e também a estética do paciente. Sendo assim, os especialistas dão preferência para outros procedimentos quando eles são possíveis, a fim de evitar os riscos e as possíveis sequelas. 

Entretanto, não podemos esquecer que o esvaziamento dos linfonodos cervicais é um procedimento muito importante que pode ajudar a salvar a vida da pessoa. Se ele for necessário, o ideal é a realização por um Cirurgião de Cabeça e Pescoço experiente, a fim de planejar muito bem a cirurgia, remover apenas os tecidos necessários e minimizar ao máximo o risco de complicações e sequelas.  

Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz

CRM-SP 154.086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Distúrbios da tireoide e como identificá-los

Descubra como os distúrbios da tireoide, como o hipotireoidismo e o hipertireoidismo, podem afetar sua qualidade de vida. Saiba mais sobre os sintomas, diagnóstico e tratamento.
Saiba Mais

Rouquidão: o que causa e sintomas de alerta

Descubra a importância da fisiologia vocal e os fatores que podem afetá-la. Desde a vibração das cordas vocais até as causas da rouquidão, mergulhe nesse universo complexo e entenda os sinais de alerta que demandam atenção especial.
Saiba Mais

Nódulos da Tireoide: diagnóstico e opções de tratamento

Nódulos da tireoide: conheça causas, sintomas e tratamentos. Saiba identificar os sinais precoces de problemas na tireoide. Clique aqui!
Saiba Mais
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz – CRM 154.086 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Todos os direitos reservados © 2024
Atualizado em: 
15:55 | 23/05/2024
magnifiercross