Dr. Arthur Vicentini

Quando é necessário fazer uma traqueostomia e quais os riscos?

Atualizado em: 04/03/2022
Tempo de leitura: 2 minutos
Sumário
Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

A traqueostomia é um canal aplicado no pescoço de algumas pessoas para que o ar possa fluir entre o ambiente externo e os pulmões.

Quando a traqueostomia é indicada?

A traqueostomia é feita quando o paciente tem alguma obstrução na passagem entre a boca, o nariz, as vias aéreas altas e o pulmão, que pode ser causada por vários motivos, como tumores ou traumas.

Isso gera alterações da deglutição, ou seja, da capacidade de engolir, engasgos, e também pode acabar indo alimento, saliva ou líquido para o pulmão.

Atualmente com a Covid-19, alguns pacientes ficam entubados por um período muito longo, e para proteger a via aérea a fim de evitar estenose ou estreitamentos e diminua o risco de infecções, a traqueostomia pode ser realizada.

Riscos da traqueostomia

Na região anterior do pescoço, existem muitos vasos sanguíneos e estruturas nobres, como a glândula tireoide, que costumam sangrar bastante.

Além dos possíveis sangramentos, outra preocupação é com a obstrução da via respiratória caso não seja possível realizar a traqueostomia a tempo.

Nos pacientes entubados e anestesiados, esse procedimento é mais tranquilo porque já existe uma via aérea permanente.

Porém, às vezes aparecem pacientes em prontos-socorros com obstruções respiratórias agudas que tiveram engasgos porque alguma coisa entalou na garganta, como prótese dentária, pedaço de alimento, ou pessoas com tumores obstrutivos da faringe e da laringe que começaram a obstruir a parte respiratória gerando falta de ar. Nesses casos não é possível entubar o paciente.

Normalmente, a traqueostomia é feita no paciente com sedação e anestesia local, que é um procedimento mais complexo, muito mais perigoso e que pode levar à parada de respiração do paciente.

É preciso tomar cuidado com a cicatrização da pele para evitar infecções da região da cirurgia.

Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz

CRM-SP 154.086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Distúrbios da tireoide e como identificá-los

Descubra como os distúrbios da tireoide, como o hipotireoidismo e o hipertireoidismo, podem afetar sua qualidade de vida. Saiba mais sobre os sintomas, diagnóstico e tratamento.
Saiba Mais

Rouquidão: o que causa e sintomas de alerta

Descubra a importância da fisiologia vocal e os fatores que podem afetá-la. Desde a vibração das cordas vocais até as causas da rouquidão, mergulhe nesse universo complexo e entenda os sinais de alerta que demandam atenção especial.
Saiba Mais

Nódulos da Tireoide: diagnóstico e opções de tratamento

Nódulos da tireoide: conheça causas, sintomas e tratamentos. Saiba identificar os sinais precoces de problemas na tireoide. Clique aqui!
Saiba Mais
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz – CRM 154.086 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Todos os direitos reservados © 2024
Atualizado em: 
15:55 | 23/05/2024
magnifiercross