Dr. Arthur Vicentini

Câncer na língua tem cura? Como tratar a doença?

Atualizado em: 24/05/2023
Tempo de leitura: 5 minutos
O câncer de língua pode se iniciar como uma ferida que não cicatriza, sangramento, perda de peso, dor na língua, entre outros. Por isso, é necessário estar atento aos fatores de risco para prevenir essa doença. Saiba mais!
Sumário
Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se
Cancer Na Lingua Tem Cura Como Tratar A Doenca Blog
Câncer Na Língua Tem Cura? Como Tratar A Doença?

O câncer de língua é um tipo de tumor maligno que afeta a língua, que possui funções importantes, como a fala, a deglutição e o paladar. Essa doença pode se desenvolver em qualquer parte da língua, incluindo a superfície superior (dorso), a superfície inferior (ventre), as laterais e a base da língua (região posterior).

O câncer de língua geralmente surge como uma lesão ou ferida na língua que não cicatriza. Por isso, é importante estar atento aos sinais e sintomas.

Nesse artigo, abordaremos os detalhes sobre essa condição, incluindo as causas, sintomas, diagnóstico e tratamento. Leia até o final e tire suas dúvidas!

Quais as causas do câncer de língua?

O câncer de língua tem fatores de risco bem conhecidos, que devem ser evitados para proteger nossa saúde, impedindo seu desenvolvimento. 

Os principais fatores de risco associados ao câncer de língua são:

  • Fumar cigarros, charutos, cachimbos e outros produtos de tabaco
  • Consumo excessivo de álcool
  • Infecção pelo vírus do papiloma humano (HPV) - para tumores de base de língua
  • Dieta pobre em nutrientes
  • Exposição a produtos químicos tóxicos
  • Pessoas com mais de 40 anos de idade (por tempo de exposição)

É importante ressaltar que nem todas as pessoas que têm fatores de risco desenvolvem o câncer de língua, assim como pessoas que não apresentam fatores de risco também podem desenvolver a doença. Saiba mais sobre as causas e sintomas clicando aqui.

Quais os sintomas do câncer de língua?

Os sintomas do câncer de língua podem variar de acordo com a localização do tumor e o estágio da doença.

No geral, os sintomas mais comuns são:

  • Feridas ou lesões na língua que não cicatrizam
  • Dor persistente na língua
  • Dificuldade para mastigar ou engolir alimentos
  • Dificuldade para falar
  • Sensação de engasgo
  • Alterações na voz, como rouquidão ou abafamento
  • Sangramento na língua
  • Inchaço ou dor nos gânglios linfáticos no pescoço
  • Perda de peso inexplicada
  • Sensação de dormência ou formigamento na língua

É importante ressaltar que nem todos os sintomas acima indicam necessariamente câncer de língua, pois podem ser causados por outros problemas de saúde. Assim como, pacientes com tumores de língua não necessariamente precisam apresentar todos os sintomas descritos. Cada caso precisa ser avaliado individualmente

Porém, se você apresentar algum destes sintomas, principalmente se eles persistirem por mais de 2 semanas, é importante procurar um médico para uma avaliação mais detalhada.

Como é realizado o diagnóstico do câncer de língua?

O diagnóstico do câncer de língua envolve exames e procedimentos que ajudam a confirmar a presença do tumor e a determinar o seu estágio. 

A principal parte da investigação do câncer de língua começa com uma boa consulta médica, na qual seu Cirurgião de Cabeça e Pescoço irá realizar anamnese (perguntas direcionadas para a queixa, sobre fatores de risco e demais informações relevantes), bem como a realização de um minucioso e direcionado exame físico.

Após este momento, podem se fazer necessários exames complementares, tais como nasofibrolaringoscopia, endoscopia, tomografia computadorizada e outros métodos de imagem.

Por fim, a confirmação diagnóstica deve ser feita através da biópsia da lesão principal e/ou dos linfonodos cervicais, caso estejam acometidos.

Lembramos que as biópsias de linfonodos costumam ser feitas, inicialmente, sob punção aspirativa por agulha fina, para evitar disseminação de doença e piora do prognóstico - mas esta decisão deve ser tomada por um especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço, avaliando cada caso individualmente.

Recapitulando, os exames podem incluir:

Nasofibroscopia / Laringoscopia / Endoscopia

Este procedimento pode ser usado para examinar a língua e outras áreas da boca com um tubo flexível com uma câmera na ponta.

Biópsia

É o procedimento mais importante para confirmar o diagnóstico. O médico irá retirar uma amostra de tecido da língua para análise laboratorial. 

Tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM)

Esses exames de imagem podem ser usados para avaliar a extensão do tumor e determinar se ele se espalhou para outras áreas da boca ou do pescoço.

Exame de PET-TC

Este exame pode ser usado para avaliar o metabolismo celular das células cancerígenas em todo o corpo, permitindo detectar uma eventual disseminação do câncer para outras áreas.

Como é o tratamento do câncer de língua? Tem cura?

O tratamento do câncer de língua depende do estágio da doença, bem como de outros fatores, como a localização do tumor, o tamanho do tumor, a saúde do paciente e possíveis sequelas associadas.

Os principais métodos de tratamento são:

Cirurgia

A cirurgia é frequentemente usada para remover o câncer de língua, bem como alguns dos tecidos próximos. Em casos avançados, a cirurgia pode envolver a remoção de toda a língua, assim como de linfonodos do pescoço (o chamado esvaziamento cervical). Saiba como funciona clicando aqui.

Radioterapia

A radioterapia é usada para matar células neoplásicas que possam ter sobrado após a cirurgia ou como um tratamento associado a outras modalidades, em caso de tumores que não podem ser operados.

Quimioterapia

A quimioterapia pode ser usada em combinação com a radioterapia para aumentar a eficácia do tratamento. A quimioterapia também pode ser usada como tratamento único para câncer de língua em estágio avançado ou quando houver contraindicações.

Imunoterapia

A imunoterapia é um tratamento que foca na destruição de células malignas de forma direcionada, atuando em vias do metabolismo da célula ou em conjunto com o sistema imunológico do paciente para destruir as células neoplásicas.

Em muitos casos, uma combinação de tratamentos é usada para tratar o câncer de língua

Assim, a resposta do paciente dependerá dos diversos fatores mencionados anteriormente, mas, de qualquer forma, o diagnóstico precoce e o tratamento imediato são fundamentais para aumentar as chances de cura no tratamento do câncer de língua!

Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz

CRM-SP 154.086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sialolitíase e o aumento das glândulas salivares

Descubra sobre sialolitíase: causas, sintomas, diagnóstico e tratamentos para pedras nas glândulas salivares. Informe-se e previna-se!
Saiba Mais

Glândulas Paratireoides: Função e importância para a saúde

Glândulas paratireoides e a regulação do cálcio no corpo: saiba como funciona, sua importância e as doenças relacionadas. Saiba mais!
Saiba Mais

Glândulas paratireoides e sua importância para o organismo

Descubra como as glândulas paratireoides regulam o cálcio no corpo e sua importância para a saúde. Saiba mais sobre sintomas e tratamentos.
Saiba Mais
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz – CRM 154.086 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Todos os direitos reservados © 2024
Atualizado em: 
16:20 | 20/06/2024
magnifiercross