Dr. Arthur Vicentini

Sialolitíase: quais as causas e sintomas indicativos?

Atualizado em: 23/10/2023
Tempo de leitura: 3 minutos
A sialolitíase, caracterizada pela formação de pedras (cálculos) nas glândulas salivares, causa dor e inchaço, além de dificuldade em engolir e boca seca, por isso, é uma condição muito desconfortável. Descubra as causas, sintomas e tratamentos para aliviar essa condição lendo o texto abaixo.
Sumário
Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se
Sialolitiase Quais As Causas E Sintomas Indicativos Dr Arthur Vicentini Bg
Sialolitíase: Quais As Causas E Sintomas Indicativos?

Antes de entender o que é a sialolitíase, é importante compreender o papel das glândulas salivares no organismo. 

As glândulas salivares desempenham uma função essencial na saúde bucal e digestiva, sendo responsáveis pela produção de saliva, um fluido que contém enzimas essenciais para a digestão dos alimentos, água e sais minerais. Essas glândulas estão localizadas em diferentes partes da boca, sendo as principais as parótidas, submandibulares e sublinguais.

A saliva não apenas facilita a digestão, mas também atua na lubrificação da boca, proteção contra infecções e na manutenção do equilíbrio ácido-básico na cavidade oral.

Neste artigo, vamos explorar a sialolitíase, incluindo o que é, suas causas, os sintomas presentes e como é realizado o tratamento. Leia até o final e saiba mais!

O que é a sialolitíase?

A sialolitíase, conhecida também como cálculo salivar, é uma condição na qual ocorre a formação de depósitos minerais nas glândulas salivares. 

Esses depósitos, compostos principalmente por cálcio, podem variar em tamanho e número, interferindo no fluxo normal de saliva. Essa obstrução pode levar a uma série de sintomas desconfortáveis e, se não tratada, a complicações adicionais.

Como a sialolitíase se desenvolve?

O desenvolvimento da sialolitíase está intimamente ligado a fatores que afetam a composição da saliva e o fluxo salivar. A desidratação, alterações na acidez da saliva e infecções são fatores predisponentes. 

À medida que a saliva flui pelas glândulas, os minerais presentes nela podem cristalizar e formar cálculos. Com o tempo, esses cálculos podem aumentar de tamanho, obstruindo os ductos salivares e interrompendo o fluxo adequado de saliva.

Quais os sintomas da sialolitíase?

Os sintomas da sialolitíase podem variar, dependendo do tamanho e localização dos cálculos salivares. Os sinais comuns incluem dor nas glândulas salivares afetadas, especialmente durante ou após as refeições, quando a produção de saliva é estimulada. 

O inchaço, dificuldade em engolir, boca seca, mau hálito e, em casos avançados, infecções secundárias podem ocorrer.

Como é o tratamento da sialolitíase?

O tratamento da sialolitíase visa aliviar os sintomas, eliminar os cálculos salivares e prevenir recorrências

As abordagens podem variar desde medidas simples até procedimentos mais invasivos, dependendo da gravidade do caso:

  • Hidratação e estímulo salivar: ingerir água em abundância e estimular a produção de saliva através de alimentos cítricos podem ajudar na eliminação dos cálculos salivares.
  • Massagem e compressas quentes: massagens suaves nas glândulas salivares e a aplicação de compressas quentes podem aliviar a dor e ajudar na mobilização dos cálculos.
  • Medicamentos: em alguns casos, medicamentos para estimular a salivação ou reduzir a inflamação podem ser prescritos.
  • Procedimentos de remoção: cálculos maiores podem exigir procedimentos para remoção, como massagem externa, sialografia (uso de contraste para visualizar as glândulas) ou procedimentos mais invasivos, como a sialoendoscopia.
  • Cirurgia: em situações mais graves e persistentes, a remoção cirúrgica da glândula salivar afetada pode ser considerada.

Em conclusão, a sialolitíase é uma condição que impacta diretamente a qualidade de vida, mas o diagnóstico precoce e tratamento eficaz podem aliviar significativamente os sintomas. 

A prevenção, através da manutenção da hidratação adequada e boa higiene oral, é fundamental para reduzir o risco de desenvolvimento de cálculos salivares.

Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz

CRM-SP 154.086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rouquidão: o que causa e sintomas de alerta

Descubra a importância da fisiologia vocal e os fatores que podem afetá-la. Desde a vibração das cordas vocais até as causas da rouquidão, mergulhe nesse universo complexo e entenda os sinais de alerta que demandam atenção especial.
Saiba Mais

Nódulos da Tireoide: diagnóstico e opções de tratamento

Nódulos da tireoide: conheça causas, sintomas e tratamentos. Saiba identificar os sinais precoces de problemas na tireoide. Clique aqui!
Saiba Mais

Sabia que a vacina contra HPV pode prevenir câncer de orofaringe?

Há muito tempo já é conhecida a relação entre o vírus HPV e o câncer de colo de útero. Essa relação é bastante conhecida dos profissionais de saúde e do público em geral, tendo sido ampliada, inclusive, devido à campanha de vacinação de meninos e meninas para evitar a disseminação do vírus. Entretanto, o que […]
Saiba Mais
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz – CRM 154.086 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Todos os direitos reservados © 2024
Atualizado em: 
12:13 | 16/05/2024
magnifiercross