Dr. Arthur Vicentini

O que é a doença de Graves? Saiba qual a melhor forma de tratamento

Atualizado em 08/10/2021
Tempo de leitura: 3 min.

A doença de Graves é a principal causa de hipertireoidismo. Nesse caso, a glândula tireoide passa a produzir mais hormônios do que são necessários, causando diversos sintomas, por isso, precisa de tratamento.

A Imagem Mostra Um Homem Com A Mão Na Testa.
O Que É A Doença De Graves? Saiba Qual A Melhor Forma De Tratamento 2

A glândula tireoide produz T3 (triiodotironina) e T4 (tetraiodotironina), entre outros, que são responsáveis por regular o metabolismo de todo o corpo.

No caso da doença de Graves, a principal causa de hipertireoidismo, podemos ter sintomas como: fadiga, insônia, tremores, aumento do apetite, fraqueza muscular, nervosismo, protrusão ocular (exoftalmia), sudorese e agitação.

Essa condição precisa ser tratada por causa dos prejuízos que provoca à saúde, e é sobre isso que falaremos neste artigo. Continue lendo para conferir:

O que é a doença de Graves

Os hormônios T3, T4 e suas variações são produzidos pela glândula tireoide e precisam estar em quantidades adequadas no organismo para manter o equilíbrio da saúde. Quando um indivíduo desenvolve a doença de Graves, essa produção hormonal apresenta-se aumentada, levando o paciente a ter sintomas diversos.

A doença de Graves é uma condição autoimune, ou seja, o organismo produz anticorpos que ativam a célula tireoideana e a fazem produzir maior quantidade de hormônios. O anticorpo em questão é chamado de TRAb (Anticorpo anti-receptor de TSH). O motivo pelo qual o organismo de algumas pessoas passa a produzir TRAb e o de outras não é, ainda, desconhecido.

A tireoide recebe estímulos da hipófise (“glândula mestra”) por meio do TSH (hormônio estimulante da tireoide) para realizar suas funções. Em casos de doença de Graves, o anticorpo TRAb passa a fazer as vezes do TSH, o que altera a produção hormonal.

Sintomas da doença de Graves

Como você viu, a doença de Graves é uma das formas do hipertireoidismo. Aliás, ela é a causa mais comum desse mau funcionamento da glândula tireoide, assim, os sintomas que desencadeia são similares aos demais quadros de hipertireoidismo, sendo eles:

  • fadiga;
  • insônia;
  • aumento do apetite;
  • dificuldade de concentração;
  • palpitações ou arritmia;
  • nervosismo;
  • tremores;
  • fraqueza muscular;
  • agitação;
  • sudorese;
  • perda de peso.

Outra condição que vemos com frequência nos casos de Graves é a exoftalmia, ou seja, quando os olhos ficam saltados. Isso ocorre por uma reação também mediada por anticorpos na gordura que envolve os olhos, dentro da órbita. Nesse caso, há um aumento dos tecidos atrás do globo ocular, o que desencadeia a protrusão dos olhos e a retração das pálpebras. Como consequência, pode haver ressecamento e prejuízos para a visão, com a possibilidade de desenvolver lesões na córnea, acarretando na perda da acuidade visual.

É válido ressaltar que os sintomas da doença de Graves variam para cada pessoa e se intensificam gradativamente. Além disso, podem mudar manifestando-se de formas diferentes em determinados períodos para um mesmo indivíduo.

Opções de tratamento para a doença de Graves

A doença de Graves pode ser tratada de diferentes formas, com o objetivo de equilibrar a produção hormonal da tireoide, bem como reduzir os sintomas causados pelo hipertireoidismo.

Uma das formas de tratamento consiste em uso de medicações chamadas de anti-tireoideanas. Elas atuam reduzindo a produção do hormônio pela glândula tireoide e também na redução de sua conversão para formas ativas no organismo. Além disso, pode se fazer necessário o uso de corticoides (servem como supressores do sistema imunológico e reduzem a produção de anticorpos) e de betabloqueadores (reduzindo os efeitos dos hormônios tireoideanos em músculos e no coração, por exemplo).

Alguns pacientes podem ser tratados com doses de iodo radioativo. Dessa forma, parte da glândula tireoide é inativada, o que ajuda a controlar a produção dos hormônios. Entretanto, esse tratamento pode precisar ser repetido em alguns casos, e ainda existe a possibilidade de desenvolver hipotireoidismo. Além disso, essa forma de tratamento é contraindicada em determinadas situações, principalmente em casos de exoftamia mais pronunciada.

Além das duas primeiras formas citadas, pode-se lançar mão de um procedimento cirúrgico, conhecido como tireoidectomia. Esta cirurgia consiste em retirar a glândula tireoide por completo para que não haja mais excesso de hormônio. Como consequência, o paciente precisa tomar reposição de hormônios tireoideanos, já que não mais produzirá estes hormônios (mas, desta vez, de forma controlada, conforme a necessidade de cada indivíduo).

A tireoidectomia para pacientes com doença de Graves é um procedimento seguro e resolutivo. Apresenta, assim como qualquer procedimento médico, seus riscos, mas quando indicado em casos selecionados, traz grandes benefícios à vida do paciente e é uma forma definitiva de tratamento.

Sendo assim, somente o médico com base nas condições de cada paciente é que pode definir qual é a melhor abordagem. O importante é ficar atento aos sinais da doença de Graves e buscar a ajuda do Cirurgião de Cabeça e Pescoço em caso de surgimento dos mesmos, para que não ocorram grandes prejuízos para a saúde.

Dr Arthur Vicentini | Dr. Arthur Vicentini CRM 154.086
Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz
CRM-SP 15.4086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.
+ Saiba mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + dois =

 | 14 / 10 / 21
A tireoglobulina é uma molécula produzida pelas células da glândula tireoide. Saiba quando o exame é indicado.
Ler Mais
A maioria absoluta dos nódulos tireoideanos é benigna, mas também pode ser maligna. Saiba como identificar isso.
Ler Mais
1 2 3 27
hello world!
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.
Direitos Reservados 2021 Dr. Arthur Vicentini – CRM 154086 | Desenvolvido por Surya MKT
magnifiercross