Dr. Arthur Vicentini

Cisto Tireoglosso: conheça os sintomas e descubra como tratar

Atualizado em: 03/05/2022
Tempo de leitura: 4 minutos
Sumário
Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

O principal sintoma do cisto tireoglosso é a formação de um nódulo na região anterior do pescoço. Se houver inflamação ou infecção nesse nódulo, pode ocorrer dor, vermelhidão e inchaço no local. Em alguns casos, também pode haver saída de secreção pela pele.

Cisto Tireoglosso Conheca Os Sintomas E Descubra Como Tratar Dr Arthur Vicentini Bg
Cisto Tireoglosso: Conheça Os Sintomas E Descubra Como Tratar 2

Os cistos são uma espécie de bolsa de líquido, formada por uma fina membrana e que pode se desenvolver em diferentes partes do corpo. No caso do cisto tireoglosso, esse acúmulo de líquido se dá devido a uma alteração na formação e migração da tireoide enquanto ainda estamos na barriga de nossas mães, no desenvolvimento embrionário.

Aproximadamente 99% dos casos de cisto tireoglosso são benignos, sendo que apenas 1% dos casos pode cursar com componente de malignidade e alguns fatores como rápido crescimento, dor e infiltração de pele devem ser observados.

Mesmo assim, o tratamento do cisto tireoglosso deve ver feito de forma cirúrgica, mas a indicação de quando e em quais pacientes realizar o tratamento depende de diversos fatores, que devem ser avaliados pelo Cirurgião de Cabeça e Pescoço.

O mais comum é o cisto tireoglosso se apresentar durante a infância, mas ele pode se desenvolver em pessoas de todas as idades, incluindo adultos e até idosos. Preparamos este conteúdo para que você tenha atenção aos sintomas que indicam a presença dele, e ainda para que descubra como é feito o tratamento. Continue lendo para aprender mais sobre o tema.

O que é o trato tireoglosso?

Na introdução, explicamos que o cisto tireoglosso se forma no trato tireoglosso, mas o que vem a ser esse trato? Ele se forma ainda durante o desenvolvimento do embrião, dentro do útero materno, quando a tireoide se posiciona na região anterior do pescoço. 

Quando o embrião começa a se desenvolver, a tireoide é originada na base da língua. Conforme acontece o alongamento do embrião, ela se posiciona no seu local adequado, ou seja, no terço médio da parte anterior do pescoço, formando assim o trato tireoglosso. Quando essas células são persistentes, formam o ducto tireoglosso, que pode conter em seu interior um cisto.

Quando o cisto tireoglosso se forma?

O cisto tireoglosso normalmente se forma após o nascimento do bebê. As células persistentes que formaram o ducto tireoglosso começam a produzir hormônios e, ao mesmo tempo, existe o risco de ocorrerem acúmulos de secreção. São esses acúmulos que dão origem ao cisto. 

É muito difícil ocorrer casos de cisto tireoglosso em bebês. Geralmente eles começam a surgir a partir dos 5 anos de idade, mas não significa que seja um problema restrito da infância. O cisto tireoglosso pode se formar também em pessoas mais velhas, inclusive em idosos. Assim, é uma condição que afeta todas as faixas etárias.

Quais são os sintomas do cisto tireoglosso?

O principal indício da presença de um cisto tireoglosso é a formação de um nódulo na região anterior do pescoço. Ele pode ser percebido na linha média, tem uma consistência firme, no entanto, não provoca dor em casos simples. 

Porém, o cisto tireoglosso pode enfrentar complicações. Quando há inflamações ou infecções, podemos perceber também inchaço e vermelhidão no local. Nesses casos, há manifestações dolorosas.

Existem também sintomas mais raros de serem percebidos, como a saída de secreção de forma espontânea para a pele, formando uma fístula. Em outros casos, as infecções do cisto se tornam muito graves, levando à necessidade de internação hospitalar para administração de antibióticos e tratamentos em caráter de urgência.

Como o cisto tireoglosso comumente está conectado à base da língua, pode ser possível perceber a sua movimentação ao colocar a língua para fora. Inclusive, esse é um sintoma que contribui com o diagnóstico, que chamamos na Medicina de Sinal de Sistrunk.

Como é feito o tratamento do cisto tireoglosso?

O principal tratamento para o cisto tireoglosso é a remoção cirúrgica. Ela é feita com o intuito de retirar tanto o cisto quanto o trajeto do ducto tireoglosso e ainda a parte central do osso hióide. Essa técnica recebe o nome de Cirurgia de Sistrunk e ajuda a reduzir o risco de recidiva, ou seja, da formação de novos cistos. 

A cirurgia é recomendada para os pacientes que apresentam inflamações ou infecções no cisto tireoglosso ou, ainda, que tenham cistos de grande volume. Porém, quando o problema está em sua fase aguda, antes da realização da cirurgia é preciso conter esses quadros com medicamentos anti-inflamatórios e antibióticos. Depois da melhora do paciente, o Cirurgião de Cabeça e Pescoço faz uma avaliação para verificar se a cirurgia é de fato necessária e qual o melhor momento.

Não são todos os pacientes que precisam fazer a cirurgia, como no caso daqueles que têm um cisto, porém, sem quadros infecciosos ao longo da vida. Essa estabilidade exige apenas o acompanhamento, realizado por meio de exames.

O cisto tireoglosso precisa ser acompanhado porque ele pode continuar aumentando de volume e causar inflamação e infecção, como explicamos. Assim, avaliando caso a caso, o Cirurgião de Cabeça e Pescoço poderá definir quais são os riscos de complicação e indicar o tratamento mais adequado.

Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz

CRM-SP 154.086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alterações na voz e reabilitação vocal

Descubra a tireoplastia e outras técnicas para reabilitação vocal. Melhore sua qualidade de vida e comunicação. Saiba mais agora!
Saiba Mais

Reposição hormonal após tireoidectomia

Descubra a importância da reposição hormonal após a remoção total ou parcial da tireoide. Saiba como equilibramos os hormônios essenciais para o funcionamento adequado do corpo e o que consideramos durante esse processo. Conheça mais sobre o cuidado pós-tireoidectomia neste guia simples e informativo.
Saiba Mais

Entenda um pouco sobre a Traqueostomia

Saiba mais sobre a Traqueostomia - Entenda como esse dispositivo no pescoço permite a respiração adequada quando o caminho natural falha. Saiba como é feita a traqueostomia, os cuidados necessários e as opções de dispositivos.
Saiba Mais
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.

Direitos Reservados 2023 | Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz – CRM 154.086 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Atualizado em: 
15:33 | 23/11/2023
magnifiercross