Dr. Arthur Vicentini

Indicações para Laringoscopia

Atualizado em 05/04/2022
Tempo de leitura: 3 min.

A laringoscopia é indicada como método diagnóstico na presença de sintomas, como tosse e dificuldade para engolir, mas também pode ser realizada para acompanhar a evolução de patologias e em pós-operatórios de cirurgias da região, e ainda para fazer determinados tratamentos, como remoção de tumores, pólipos e corpos estranhos.

Indicacoes Para Laringoscopia Dr Arthur Vicentini Bg1
Indicações Para Laringoscopia 2

As técnicas endoscópicas são grandes aliadas em diferentes especialidades médicas porque permitem examinar e investigar problemas que não podem ser visualizados a olho nu. A laringoscopia é um exame possível em decorrência dessa tecnologia.

O laringoscópio (ou nasofibroscópio) é o equipamento utilizado para realização da laringoscopia e outros exames similares. Através de uma fibra óptica, a luz é direcionada para dentro do trato aerodigestivo alto e, ao mesmo tempo, coleta e transmite imagens para um monitor, possibilitando a visualização das estruturas com detalhes.

No caso da laringoscopia, ela é feita para observar as vias aéreas superiores, o que inclui o nariz, a faringe e a laringe. Esse procedimento pode ser realizado nas mais diferentes situações, e nós listamos neste artigo suas indicações. Continue lendo e veja quais são elas!

Para que serve a Laringoscopia?

Como explicamos, a laringoscopia é um exame que permite fazer a observação de diferentes estruturas, como o nariz, a laringe e a faringe. Sua indicação é feita tanto para obter um diagnóstico de determinado problema como para acompanhar a evolução de um quadro ou fazer um tratamento.

Diagnóstico

Pacientes que apresentam sintomas e desconfortos, como tosse persistente, rouquidão e dificuldade para engolir, podem realizar uma laringoscopia com o intuito de identificar o que está provocando esses sintomas.

O exame permite fazer o diagnóstico de lesões funcionais ou orgânicas localizadas na cavidade oral, na orofaringe e hipofaringe, na laringe e nas cordas vocais.

Com a laringoscopia, é possível diagnosticar os mais diferentes problemas, como processos inflamatórios ou infecciosos (como a laringite), estenose da laringe e formação de tumores, sejam benignos ou malignos.

Acompanhamento

Nesse caso, a laringoscopia pode ser realizada de uma forma mais rotineira com o intuito de fazer o acompanhamento de pacientes com alguma condição especial. Esse é o caso daqueles que estão fazendo o tratamento de determinadas patologias e daqueles que passaram por procedimentos cirúrgicos. A laringoscopia permite acompanhar a evolução do quadro clínico e nortear as decisões do especialista.

Tratamento

É interessante ressaltar que a laringoscopia não é um procedimento apenas diagnóstico. Ele também pode ser realizado com o intuito de fazer um determinado tratamento, uma vez que é possível realizar diferentes intervenções nas estruturas que estão sendo investigadas.

Durante a laringoscopia, a depender do quadro em específico e da segurança do procedimento, o especialista pode realizar:

  • Dilatação de estreitamentos;
  • Retirada de corpos estranhos;
  • Remoção de pólipos;
  • Remoção de nódulos;
  • Cauterização de lesões vasculares.

Essa é uma excelente alternativa de tratamento por causa do seu menor grau de invasividade.

Quando o médico pode pedir uma Laringoscopia?

Quando se trata do acompanhamento pós-cirurgia, de uma patologia ou a realização da laringoscopia para um tratamento, o Cirurgião de Cabeça e Pescoço faz a indicação desse procedimento conforme a necessidade de cada paciente e aquilo que ele julgar mais conveniente para o restabelecimento da saúde.

Entretanto, esse exame como método diagnóstico costuma ser solicitado quando o paciente se queixa de sintomas como:

  • Dor de garganta crônica;
  • Rouquidão;
  • Perda da voz;
  • Tosse crônica persistente;
  • Dificuldade ou dor para mastigar ou engolir;
  • Sensação de algo preso na garganta.

A laringoscopia pode ser solicitada, também, para pessoas que enfrentam o tabagismo crônico, que têm histórico familiar de casos de câncer de Cabeça e Pescoço e quando existe a suspeita de câncer.

Durante a própria laringoscopia é possível, em alguns casos, coletar uma amostra de tecido quando há suspeita de malignidade em tumores, para realização de uma biópsia.

Vale ressaltar que a laringoscopia é um exame seguro e simples, mas muito importante para fazer avaliação e investigação de problemas nas vias aéreas superiores. Antes de realizar, esclareça todas as dúvidas com especialista para que você possa fazer a melhor preparação e o exame correr da forma mais confortável possível. 

Dr Arthur Vicentini | Dr. Arthur Vicentini CRM 154.086
Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz
CRM-SP 15.4086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.
+ Saiba mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

13 + 8 =

 | 01 / 04 / 21
A hipofaringe é o local por onde passam o ar e o alimento. Saiba quais são os fatores de risco para doenças da hipofaringe.
Ler Mais
 | 19 / 03 / 20
A laringe e a faringe são duas estruturas que compreendem a região do pescoço. Entenda quais as principais funções desses órgãos.
Ler Mais
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.

Direitos Reservados 2022 | Dr. Arthur Vicentini – CRM 154086 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Site atualizado às 09:34 | 05/04/2022
magnifiercross