Dr. Arthur Vicentini

Cuidados com a Traqueostomia

Atualizado em 08/10/2021
Tempo de leitura: 2 min.

Alguns pacientes, principalmente nesse período de pandemia que nós estamos vivendo, tem indicação de ficar intubado, precisando ser conectados a um aparelho que chamamos de ventilador mecânico ou respirador, muitas vezes, quando eles têm algumas alterações específicas, precisam ser submetidos à uma traqueostomia.

O que é a traqueostomia?

A traqueostomia nada mais é do que criar um atalho. Então a gente faz um orifício na região anterior do pescoço, no terço inferior, para que o ar possa passar diretamente entre esse orifício e os pulmões e depois voltar para esse canal, sendo ligado ou não ao aparelho que vai fazer o paciente respirar.

Muitas vezes nós encontramos pacientes na rua que tem traqueostomia, então não é uma situação só enquanto o paciente está internado sob ventilação mecânica, muitas vezes essa traqueostomia persiste durante algum tempo, então ela pode ser definitiva ou temporária, isso varia de caso para caso.

Cuidados com a traqueostomia

O ar que passa pelas nossas vias superiores, passa por três processos distintos que ajudam com que o pulmão funcione melhor.

  • Umidificação: entra moléculas de água, vapor de água.
  • Purificação: processo de limpeza nas partes internas do nariz com aqueles pelinhos que nós temos, as vibrissas.
  • Aquecimento: o ar que chega muito frio nos pulmões pode dar alguma reação e a gente ter alterações da função do pulmão.

Quando o ar passa direto pela traqueostomia e vem para os pulmões, ele não passa por nenhum desses mecanismos.

Então é importante que a gente tome alguns cuidados, principalmente na parte de proteção da traqueostomia, para que não entre um ar muito cheio de impurezas e muito frio, para que a gente não tenha distúrbios da função pulmonar.

Mas como proteger? E quais são os cuidados de higiene?

A traqueostomia precisa estar sempre protegida, principalmente em ambientes externos onde pode ter poeira, mosquitos, etc, e pode entrar alguma coisa pela traqueostomia.

Como podemos proteger:

  • um paninho;
  • um lenço;
  • dispositivos específicos, industrializados para cuidar disso.

É muito importante também manter sempre uma boa proteção da pele, para que não fique machucada pela cânula da traqueostomia, pois pode levar a feridas, dificuldades, sangramentos, estenose e até o fechamento do canal da traqueostomia.

Lembrar também que precisamos trocar essa cânula de tempos em tempos porque, assim como qualquer coisa no nosso organismo, ela vai criando acúmulo de bactérias e alguns microrganismos que podem levar a infecções caso não haja uma boa higiene.

O cuidado com a traqueostomia é bastante complexo e depende de muitos profissionais, não só médicos, mas também fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas e até psicólogos para ajudar na questão da aceitação.

Se você conhece alguém que usa traqueostomia ou que precisou ser submetido a esse procedimento, por causa do covid ou por outros motivos, compartilhe o nosso conteúdo.
Dr Arthur Vicentini | Dr. Arthur Vicentini CRM 154.086
Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz
CRM-SP 15.4086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.
+ Saiba mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 10 =

 | 15 / 07 / 21
Saiba o que propicia o surgimento de tumor na orofaringe, órgão localizado na atrás da boca, e qual sua relação com o HPV.
Ler Mais
 | 03 / 06 / 21
Através do exame de laringoscopia é possível avaliar a cavidade nasal como um todo. Saiba quem pode realizar esse exame e os cuidados.
Ler Mais
hello world!
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.
Direitos Reservados 2021 Dr. Arthur Vicentini – CRM 154086 | Desenvolvido por Surya MKT
magnifiercross