Dr. Arthur Vicentini

Decanulação da Traqueostomia

Atualizado em: 16/11/2021
Tempo de leitura: 2 minutos
Sumário
Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

O momento da retirada da traqueostomia é chamado de decanulação. E quando nós falamos a respeito da retirada do dispositivo, logo pensamos na avaliação que deve ser feita, uma avaliação bastante complexa e que precisa ser feita por um médico especializado.

O que é a traqueostomia?

A traqueostomia é um dispositivo que é inserido na região anterior do pescoço onde é feito um orifício, uma abertura na traqueia, fazendo com que o ar passe direto do ambiente externo para os pulmões, sem passar pelas vias respiratórias altas.

Quando realizar a decanulação?

Quando finalizamos o processo de uso da traqueostomia, quando ela já não é mais necessária, nós começamos a pensar no processo de decanulação.

A decanulação nada mais é do que a retirada da cânula, a retirada do dispositivo plástico ou metálico que se encontrava no pescoço, para que o corpo possa fazer uma cicatrização tanto da parede da traqueia quanto da parede da pele, da gordura, musculatura da região anterior do pescoço, fazendo com que a anatomia volte ao normal.

Normalmente, após a retirada da cânula, não é necessário, e nem indicado, que se dê ponto nesta região. O ideal é que o corpo faça essa cicatrização por conta própria.

É importante lembrar que para que seja feita a retirada da traqueostomia, é importante que se faça todo um estudo da anatomia da respiração, da parte fisiológica, uma avaliação fonoaudiológica para saber se realmente é o momento adequado e se tudo está funcionando corretamente, pois, se não estiver, após a retirada o paciente vai parar de respirar e sem respirar não é possível viver.

Outra opção que temos, é a retirada de forma gradual, ou seja, reduzindo o calibre aos poucos da traqueostomia ou, dependendo do calibre e da situação, podemos retirar a cânula, fazer um curativo e manter bem protegido.

Após a retirada

Ao decorrer do tempo, é necessário observar se a cicatrização está ocorrendo de forma adequada, e quando o paciente já estiver com o orifício fechado, não é necessário tomar mais nenhuma outra medida, a não ser o acompanhamento do pós tratamento.

Então se você conhece alguém que usa traqueostomia, que tem dúvidas a respeito do manejo dela, da possibilidade de retirada da cânula e do fechamento da traqueo, compartilhe o nosso conteúdo.
Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz

CRM-SP 154.086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Traqueostomia: Quando é necessário trocar a cânula?

Descubra tudo sobre a traqueostomia, desde suas indicações para facilitar a respiração até a importância vital da troca periódica da cânula para evitar complicações respiratórias sérias.
Saiba Mais

O que é traqueostomia: como funciona o sistema respiratório após o procedimento?

Descubra o que é a traqueostomia, quando é necessária e como o sistema respiratório funciona após o procedimento. Clique aqui e saiba mais!
Saiba Mais

Entenda a importância da Nasofibrolaringoscopia

Entenda a nasofibrolaringoscopia: o que é, como é realizada e suas principais indicações na prática médica diária. Descubra sua importância para diagnósticos precisos.
Saiba Mais
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz – CRM 154.086 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Todos os direitos reservados © 2024
Atualizado em: 
18:17 | 04/07/2024
magnifiercross