Dr. Arthur Vicentini

Tireoidectomia: quais os cuidados após a cirurgia de remoção da tireoide?

Atualizado em: 03/06/2024
Tempo de leitura: 4 minutos
Após realizar a tireoidectomia, é importante cuidar bem da área operada para evitar inflamações e infecções. O paciente também deve evitar esforços, inclusive na hora de falar e de se alimentar, para que não haja desconfortos e os tecidos cicatrizem sem dificuldades.
Sumário
Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se
Tireoidectomia Quais Os Cuidados Apos A Cirurgia De Remocao Da Tireoide 2 Blog
Tireoidectomia: Quais Os Cuidados Após A Cirurgia De Remoção Da Tireoide?

A tireoidectomia é uma opção de tratamento para problemas tireoidianos como tumores benignos volumosos e até malignos. É uma boa alternativa porque assim é possível tratar de forma definitiva condições que não podem ser revertidas por outros meios, ou que não apresentam bons resultados com outro tipo de terapia. Vale lembrar que existem técnicas sendo desenvolvidas para tratamento destas lesões, mas que ainda carecem de maiores estudos e outras comprovações em relação à segurança e efetividade.

Essa cirurgia, apesar de complexa, é bastante comum em nossa especialidade (Cirurgia de Cabeça e Pescoço) e, por isso, é considerada um procedimento seguro e que geralmente não oferece grandes riscos para o paciente. Inclusive, a recuperação costuma ser bastante tranquila, mas não podemos esquecer que se trata de uma cirurgia como qualquer outra. Sendo assim, é importante adotar alguns cuidados para que essa fase seja mais tranquila e o paciente se recupere sem nenhum contratempo.

A seguir, apresentamos quais são os principais cuidados geralmente recomendados para todos os pacientes que realizaram a tireoidectomia. Confira!

Manter repouso

Todo paciente submetido a qualquer tipo de cirurgia tem como principal recomendação manter repouso nos primeiros dias após o procedimento. Na tireoidectomia, o tempo de internação costuma ser de um ou dois dias e, ao retornar para casa, é importante repousar por cerca de 7 a 15 dias.

Esse repouso inclui evitar o esforço físico e manter o afastamento do trabalho, principalmente quando a atividade laboral é mais pesada ou intensa. Não é necessário permanecer deitado o tempo todo, mas é importante se poupar de esforços para não prejudicar o processo de cicatrização.

Moderar o uso da voz

Não é proibido falar depois de fazer a tireoidectomia, mas é indicado ao paciente evitar o uso da voz. Isso porque falar pode gerar desconfortos, além de também ser considerado um esforço que pode deixar a região dolorida e inchada, aumentando o risco de sangramento e hematoma.

Ao falar, é preferível que isso seja feito de uma forma mais tranquila em um tom de voz baixo, suave e pausado, evitando gritar, cantar ou então falar por muito tempo.

Administrar os medicamentos corretamente

O Cirurgião de Cabeça e Pescoço poderá receitar alguns medicamentos para promover um pós-operatório mais tranquilo e menores sintomas. É o caso de analgésicos, anti-inflamatórios e até mesmo bolsas de gelo e pastilhas, dependendo daquilo que ele julgar mais adequado.

É muito importante que esses medicamentos sejam administrados da forma correta, conforme receitado pelo especialista. Se caso ele não tiver recomendado nenhuma substância, antes de utilizar alguma medicação para aliviar sintomas, é preciso conversar com o especialista para ter certeza de que o uso é seguro. O mesmo vale para qualquer outro tipo de medicamento que não esteja relacionado com a tireoidectomia.

Cuidar da área operada

A área operada deve ser protegida pelo curativo e ele precisa estar limpo e seco para evitar a proliferação de micro-organismos que poderiam causar inflamações ou infecções. Não se deve passar nada na ferida sem a recomendação do especialista.

Em nossa experiência, temos utilizado há muitos anos curativos impermeáveis que duram de 7 a 10 dias, sem necessidade de troca, protegendo bem a região operada e bons resultados estéticos.

Após a retirada dos curativos e dos pontos, é importante continuar protegendo a área operada com o uso de lenços, por exemplo, ou uma roupa com gola alta, a fim de evitar o contato com impurezas ou com a luz solar direta.

Por vezes, recomendamos uso de cremes que auxiliam na cicatrização, mas seu uso deve ser feito sempre sob recomendação médica.

Manter uma alimentação saudável

A tireoidectomia não compromete as estruturas que fazem parte do sistema digestivo. Isso significa que o paciente pode se alimentar normalmente. Contudo, é interessante oferecer ao organismo alimentos que possam favorecer o processo de cicatrização.

Alguns pacientes refere dor ou desconforto para engolir, mas estes sintomas são temporários e em pouco tempo regridem.

Sendo assim, o ideal é manter uma alimentação mais leve e nutritiva, que seja fácil de deglutir para evitar esforços, além de evitar os alimentos que podem causar alergias como os frutos do mar. Também é importante manter a boa hidratação do organismo porque isso vai contribuir para o processo de recuperação.

Fazer a reposição de hormônios

Quando necessário, o Cirurgião de Cabeça e Pescoço indica a reposição hormonal, seja por retirada completa da tireoide ou por necessidade de complementação.

O médico fará a recomendação de substâncias para repor esses hormônios de forma sintética.

É fundamental não esquecer de ingerir esses medicamentos e respeitar a dosagem, pois os hormônios tireoidianos são fundamentais para o bom funcionamento do organismo e o equilíbrio da saúde.

O médico ainda vai agendar consultas de retorno para acompanhar a sua recuperação e verificar a evolução do tratamento. Não deixe de comparecer a essas consultas para ter o suporte do especialista e garantir o sucesso da sua tireoidectomia.

Acompanhe no youtube
icon metro youtube arthur vicentiniinscreva-se

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz

CRM-SP 154.086
Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sialolitíase e o aumento das glândulas salivares

Descubra sobre sialolitíase: causas, sintomas, diagnóstico e tratamentos para pedras nas glândulas salivares. Informe-se e previna-se!
Saiba Mais

Glândulas Paratireoides: Função e importância para a saúde

Glândulas paratireoides e a regulação do cálcio no corpo: saiba como funciona, sua importância e as doenças relacionadas. Saiba mais!
Saiba Mais

Glândulas paratireoides e sua importância para o organismo

Descubra como as glândulas paratireoides regulam o cálcio no corpo e sua importância para a saúde. Saiba mais sobre sintomas e tratamentos.
Saiba Mais
Atenção: O site  www.arthurvicentini.com.br  visa melhorar o acesso aos pacientes à informação de qualidade sobre sua saúde, porém nada substitui uma avaliação completa, durante consulta médica e diagnóstico adequados.

Dr. Arthur Vicentini da Costa Luiz – CRM 154.086 | Desenvolvido por Surya Marketing Médico.

Todos os direitos reservados © 2024
Atualizado em: 
16:20 | 20/06/2024
magnifiercross